7.9.09

Não há começo, nem fim. Deve-se plantar amor infinito, e sempre com um pé na necessidade de existir o mal. Nem amor puro é saudável. E é isso que faz a existência ser interminável: a busca do equilíbrio.

3 comentários:

Nova Quahog disse...

PRA DIVULGAÇAO DE BLOGS:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93937074

Kelly Christi disse...

pois eh, vivemos nuam eterna busca, do que, ainda nao se sabe, talvez nem se saiba ao certo, mas eh o que motiva a gente no dia a dia

bjs

http://www.pequenosdeleites.blogspot.com

Anna Carla disse...

Exatamente Kelly. A busca nos faz prosseguir, sem perceber que o que a gente realmente quer, não são as respostas. É o poder de questionar.

Texto perfeito. É isso aí.