5.1.13

Retalhos.

   Cada passo dado em falso é sinônimo de lembranças que eu deveria esquecer. Mas não posso.
   Cada momento que caminho sob estradas desconhecidas é um pretexto pra eu descobrir esse mistério.
   Cada som que escuto é um motivo pra continuar.
   Cada passo, cada momento, cada som, cada ventania, cada tempestade.
   Eu continuo.
   Apesar de cada detalhe, ruim ou bom.
   Eu continuo.
   E é isso que eu deveria fazer a todo instante.

   CONTINUAR.

2 comentários:

Carolina Hermanas disse...

É sempre importante continuar,né?Mesmo com as pedras e os jacarés no caminho.Sei lá,é tão seguro seguir em frente,mesmo parecendo ao contrário =)
Amei esse blog.Você escreve tão bem e tão profundamente.E amo textos assim.Simples e..tão você :)


Beeijinhos.
http://borboletametamorfoseando.blogspot.com.br/

Ana Flávia disse...

Olá, moça! Queria que soubesse que adorei os seus últimos textos, e que estou lhe seguindo. E queria também aproveitar para mendigar um pouco da sua atenção para o meu blog também. Ele é sozinho, mas eu o escrevo com muito carinho. Se puder fazer um pouco de companhia à ele, agradeço desde já! Um beijão. Ana.
http://ledebordement.blogspot.com