16.1.13

Casa sem espelho.


   Ando pensando demais nos outros e esquecendo de mim. Ando dando ouvidos demais aos outros e esquecendo do que meu coração diz. Estou começando a cansar dessas coisas que me trazem apenas uma paz momentânea, e esquecendo daquilo que me traz uma paz infinita. Ando meio cega, meio perdida, meio sem rumo. Apesar de sempre achar que estou conseguindo fazer o que eu quero fazer, mas meio que sem querer as coisas se desfazem, não se encaixam mais, se perdem. E então, eu percebo que tudo não passou de ilusão ou de coisinhas que uma típica menina sonhadora como eu costuma pensar. Ilusão, acho que é uma das únicas que não sei ao certo como explicar. Porque sempre que eu acredito que aprendi a não tropeçar nas minhas próprias palavras, vem alguém ou algo e me faz cair de novo. E então, percebo que por mais que eu aprenda no momento, eu desaprendo rápido também, e essas coisas começam a se tornar costume. Tropeçar e cair já virou um costume. Mas mesmo assim, não continuo no chão, eu me ergo, me levanto, eu sorrio, eu tento esquecer e continuar vivendo. Até o momento que eu caio de novo, mas eu me levanto de novo e de novo e de novo. Porque eu sei que em algum momento a felicidade irá ser verdadeira, por mais que demore, meus sonhos de felicidade um dia vão sorrir pra mim, e não estarão sorrindo apenas dentro do meu pensamento, eles estarão frente a frente comigo. E pra sempre. Não da maneira que sempre esteve, não da maneira que a falsidade estava. Quando minha felicidade plena chegar, estarei sorrindo para a realidade, e não apenas pros meus sonhos. Eu estarei vivendo meus sonhos, e não apenas tentando torná-los realidade. Eu estarei voando com os pés no chão, mas com a realidade e os sonhos de mãos dadas comigo. E é isso que eu quero. Quero viver em paz absoluta, quero sorrir sabendo que será verdadeiro. E não quero apenas me perder em falsas palavras de falsas pessoas que me fazem ter falsos sonhos que nunca se tornarão reais.

3 comentários:

ana costa disse...

É dificil o caminho, a procura demora mas chegamos lá....
bj e bom fim de semana

Marina Nunes disse...

Me senti no teu texto. Perdida. Triste e completamente perfeito.

Ser Bela(o), Saudável e Feliz! disse...

Olá! Passei para visitar seu blog e achei ele muito legal!

Parabéns!Grande abraço!



http://buscandoserbela.blogspot.com.br